[CAB] 19J: Povo forte na rua contra o Estado genocida!

Vamos às ruas de todo o País neste 19 de Junho reforçando a luta pelo Fora Bolsonaro, mas lutamos para além do fim desse governo! As urgências do nosso povo não serão resolvidas com um simples acerto no andar de cima, muito menos nas próximas eleições. Por isso, é necessário cerrar punhos desde baixo, com combatividade e rebeldia, para fazer balançar as estruturas que sustentam os poderosos!

Dia 29/5 – Ato Nacional Fora Bolsonaro!

No próximo sábado, dia 29, serão organizadas manifestações em todo o país contra a política genocida do governo de Bolsonaro, Paulo Guedes e militares, que disseminou a covid-19, fez aumentar o desemprego e a fome do nosso povo, e estimulou a matança racista nas periferias, em parceria com os governos dos estados.

Manifestação em São Paulo contra a Chacina de Jacarezinho

Neste sábado, dia 08 de maio, diversos movimentos sociais, coletivos e organizações políticas ocuparam a av. Paulista, na altura do vão do Masp, em São Paulo. A manifestação foi em repúdio à chacina que vitimou pelo menos 28 pessoas na comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro. Protagonizada pela Polícia Civil, a ação do Estado promoveu um verdadeiro banho de sangue na comunidade, resultando em casos com evidentes sinais de execução sumária. Nós da OASL estivemos presentes junto aos movimentos sociais em que estamos inseridos.

[CAB] Live: Primeiro de Maio e as lutas na Educação hoje

Neste 1º de Maio, a Coordenação Anarquista Brasileira convida para um debate sobre os desafios das trabalhadoras e dos trabalhadores da Educação, que nesse momento travam uma dura luta contra o retorno às aulas sem condições sanitárias, enquanto o país chega às 400 mil mortes pela covid-19. Vamos conversar sobre a história dessa data tão importante, como nossa militância está fortalecendo a luta na Educação, e como aliar essas demandas às pautas mais amplas das classes oprimidas nesse momento, como vacina para todos e auxílio emergencial digno.

Greve na educação paulista!

Em assembleia nessa sexta-feira, dia 05, as professoras e professoras do estado de SP declararam GREVE a partir da segunda-feira, dia 08. A categoria se opõe ao retorno das aulas em plena pandemia, entendendo como um risco de aumento na proliferação de casos de Covid-19, colocando a vida de professores/as, funcionários/as, alunos/as e suas famílias.