CAB: Todo apoio à greve dos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios!

A CAB – Coordenação Anarquista Brasileira – manifesta seu total apoio à greve das trabalhadoras e trabalhadores dos Correios.

Os governos são sempre ou cruéis ou mentirosos. Infelizmente, sob a égide de Jair Bolsonaro, as piores nuances se fundem no mesmo governo. Sob o signo da crise, justifica-se a atrocidade sobre os funcionários.

Com a alegação de prejuízo da empresa e de que os direitos conquistados são, na verdade, privilégios, pretende-se cortar garantias básicas para que tenhamos uma vida digna!

Os covardes, ao proporem as reformas, escondem-se mais uma vez dentro das fardas. A presidência dos Correios é usurpada pelo general Floriano Peixoto Viera Neto. O dinheiro no bolso do crápula por sua atuação nos Correios ultrapassa os R$ 45 mil por mês. Apesar disso, considera privilégios os vales-alimentação, auxílio-creche e a licença-maternidade de 180 dias. Considera privilégio também horas-extras e adicional noturno. A lista é grande! De 79 cláusulas do acordo coletivo, sobrariam apenas 9.

No fundo, não é somente o fim dos direitos trabalhistas que almejam. O fim dos direitos faz com que a garantia de um trabalho minimamente digno seja destruído de tal modo que a precarização absoluta seja vista como a nova normalidade. Isso significa a privatização de todos os bens públicos e nossa absoluta exploração!

A proposta do governo Bolsonaro vem acrescida por seu desejo em matar. A pandemia se abate sobre os trabalhadores e trabalhadoras expostos/as ao vírus e ao sadismo desse governo. Já são ao menos 120 profissionais mortos por contágio. Mas a caminhada do dinheiro e o desprezo pelos mais pobres impedem qualquer medida sanitária condizente com o momento e expõem toda a categoria à doença e à morte.

Não bastasse todo esse séquito de monstruosidades, Paulo Guedes, o infame ministro da Economia, está envolvido em denúncias severas de desvios de verba e manipulações nos fundos de pensão dos trabalhadores ecetistas. Então, não é “somente” uma disputa política. É a necessidade de um ladrão poderoso em encobrir seu crime. Com anuência de muitos poderosos políticos e econômicos.

Entendemos que o Estado é uma estrutura jurídico-político-administrativa para a permanência não só do Capitalismo, mas para a manutenção de qualquer sociedade que divida os seres humanos em classes. Deste modo, defendemos que quaisquer bens públicos devem ser administrados pelo povo e para o povo, através de conselhos eleitos pela base cujo Bem Comum seja o fim, e não a dominação ou o lucro. Nesse sentido, apoiamos a greve dos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios e suas reinvindicações!

FORÇA À GREVE!
POR UMA VIDA DIGNA!
POR UM POVO FORTE!

Coordenação Anarquista Brasileira

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s